08 outubro 2013

WONDERFUL Antonie Courtois Trumpet

Compartilho com vocês uma das mais extraordinárias jóis da manufatura da História dos trompetes, feita pela renomeada Antonie Courtois. Fabricante Frances que patrocina grandes músicos, como o solista Sergei Nakariakov. É certamente, um dos melhores e mais expressivos trompetistas da História, além dos trompetes e flugelhorns "Cortuá" (como se costume dizer por aqui) são uma das mais cobiçadas maquinas por todos trompetistas do mundo; sobretudo pela sua qualidade do metal, pelo rico e expressivo som francês (como a fabricante Selmer) e a maquinaria impecável; Qual não se tem conhecimento de trompetes antigos - produzidos por tal - que perderam sua qualidade com o tempo.

A Maquina que tenho para apresentá-lo é uma das mais incríveis produções feitas pela Antonie Courtois, e que passou por muitas melhorias pela Selmer Paris. Certamente, um dos melhores trompetes (talvez instrumento) feito pela Antonie Courtois de todos os tempos. Uma verdadeira relíquia, para grandes players, até mesmo colecionadores.

Wonderful Antonie Courtois Roger DELMOTTE
Grand Siecle Model - 1972
A Venda

O Link filmando o instrumento: http://www.youtube.com/watch?v=wWxHf1abKfQ

Vídeo exibindo algumas características do instrumento, em especial sua sonoridade:
[a fazer]

Características:
1. Leadpipe Largo;
2. Mecanismo de direção de ar direto (como no Flugelhorn), passando pelos 3 pistos sem sofrer interrupção;
3.  Os 3 pistos são perfeitamente similar e alinhados, podendo usar um no lugar do outro. Mas há uma numeração de fábrica, que não preciso explicar o porquê é melhor seguir;
4. Diâmetro do tubo da campana é maior que o comum;
5. Sistema mecânico de acionar a válvula 1 e 3 através de gatilho, muito mais confortável, evitando de perder a pegada e o equilíbrio da segurada do instrumento, ou fazê-lo tremer indevidamente ao acionar a válvula de correção de afinação;
6. Instrumentos com muitos detalhes bem trabalhados, com as peças feitas artisticamente, com detalhes nunca visto antes;
7. Todos esses ajustes do instrumento o faz ter uma reposta extremamente rápida quando o tocamos;
8. A primeira sensação ao pegá-lo para tocar, é que se tem total controle de entonação, volume, expressividade e dinâmicas;
9. Instrumento ótimo e muito flexível na região aguda (ele tem um grande, gigante som, muito lirico e cheio na região aguda). E o mais surpreende, ele dá a sensação de ser macio em tal região, é leve a facilidade de articular as notas nesta região;
10. O som do instrumento é bem focado, escuro, com um timbre muito rico e lirico (ao se tocar o bocal, você sente o metal vibrar);
11. Metal diferenciado, não sei qual é a ainda, mas é uma liga bem mais forte, não é gold-brass nem yellow-brass (latão), suspeito que seja uma liga de prata ou mesmo de titânio; o timbre da campana é bem duro. Tem uma projeção riqueza de som simplesmente fantástico e diferente; além de ser um som muito bem amaciado (tocado desde 1972);
12. Válvulas com perfeita compressão - sem vazamento de ar;
13. Pistos da Antonie Courtois com seu sistema de molas largas externas, que aumentam para uma experiencia unica de se digitar, com precisão, muita velocidade, sem engasgos e extrema leveza;
14. O bore largo (0,468 inch / 11,90 mm)  produz um som grande, profundo e cheio; Te dá a sensação de som robusto e ao mesmo tempo, total controle;
15. Por ser de 1972, oriundo de trompetistas profissionais que o cuidaram extremamente bem, ele tem um rico tom, conhecido por "Wonderful Sound" em inglês (normalmente, grandes trompetistas de orquestras, preferem esses instrumentos antigos e bem conservados por ter este som rico... que alguns também chamam de "bem amaciado");
16. Foi usado por Louis Armstrong (antigo mestre do Jazz);
17. Verniz de prata incrivelmente bem preservado e brilhoso, para um instrumento tão usado, de 1972, dá a impressão de ter poucos anos de uso;
18. Peso: pesado.
19. Bell / Campana: 4,805 inch / 12,20 cm


A experiência de tocar ele
Primeiramente, este trompete foi criado pelo trompetista Roger Delmotte, um dos melhores trompetistas da década de 70, que na época era solista da Orquestra de Ópera de Paris (Paris Opera Orchestra) .
Ao tocá-lo, logo de cara você fica impressionado de como o seu som é focado, tem uma rápida resposta, você assopra e o som está logo ali, é impressionante, é simplesmente diferente. Algumas notas, como as que usam as combinações de pistos 12, 23, 1, entre outros, você sente que há um espaço mais curto entre elas; que facilita muito na afinação, flexibilidade, legatos e glissanos.
Ele sai um grande som. É muito fácil controlar a coluna de ar. O que mais impressiona é que tocar nele com um bocal menor, como um 3C ainda o faz ter um som extremamente rico, tão rico, que é desde ótimo para um concerto sinfônico, quanto para um solo de jazz bem popular mas preservando um som recheado.
Acredito que esse instrumento foi confeccionado pensando principalmente em oferecer uma bela experiencia para se executar em um entusiasmado concerto, com um som único. A região grave dele, com um bocal grande, lembra um trombone. Ele oferece uma excelente resistência. Lembra muito a resistência oferecida por um Bach 37 ML e light, ou um flugelhorn, ao mesmo tempo, te dá a experiencia de se tocar um Yamaha Xeno em termos de ter 'aquela pegada' e 'aquele som', é um som que pega muito a característica do bocal, o melhor setup em quesito brilho considero com o Bach 3C, se usar um bocal muito grande como o 1C ele fica um som muito robusto, porém talvez um pouco seco nos agudos. Outra peculiaridade é que não tem um som muito meloso é mais claro; porém, se usar um bocal mais fundo em V, como de linhas antigas, ou um taça de flugelhorn, ele faz um belo som meloso e espirituoso, gosto dessa combinação para fazer um solo especifico de um tema do 2º movimento da 9ª Sinfonia de Dvorak.
Os gatilhos de acionamento das pompas são fantásticos, de inicio demorei um pouco para acostumar com o 3. Depois que acostumei é tipo: tão simples, tão fácil, confortável, funcional, que você fica pensando: "Por que raios! não fizeram assim para todos os trompetes?" Se aperta um pouco a correção do 3, já corrige o ré, se aperta o 1 e 3, já corrige o Do#, e dá para corrigir facilmente outras. É tão confortável isso. 
É um trompete muito bonito. Os outros reparam muito no seu designe charmoso e diferencial com detalhes.
É interessante que quando você assopra forte, o metal começa a tremer, mas vai muito mais. O som não tem a caracteristica de ser muito aberto - para quem desejar o efeito. Já para quem quer rechear um ambiente com boa reverberação, com incrivelmente e deliciosa projeção, esse instrumento é fantástico.
Ele parece ter sido produzido para um cara com uma estrutura grande, os pistos são mais longes um dos outros do que todos os modelos que já toquei, mas nada que incomode (na verdade, se você tem uma mão grande, vai adorar), a pegada dele também é mais longe, ficando com o pisto 1 mais afastado do bocal do que o normal, ele tem uma pegada mais para frente, mas muito bem equilibrada. (foi o instrumento mais confortável de se pegar, para eu que tenho 1,82m. Ao pegar outro trompete, senti que estava segurando um pocket). O apoio do dedinho da mão direita, é um pouco longe do pisto - quem tem mão pequena talvez tenha algum desconforto com isso, mas logo acostuma.
Ele gera mais água do que outros modelos que já toquei (é mais frequente ter que acionar as bombas de água, que funcionam precisamente).
Principais usos no meu ver, que irão destacar o instrumento: Fazer solos (concertos quanto popular); tocar obras que exigem um som escuro, mais centrado - deve ser incrivel; tocar com muita intensidade e lirismo na região grave; tocar com suavidade e registencia a região aguda, sem ter que partir para um trompete ML e lightweight, preservando a robustez do som.

Prós
1. Pense no seu melhor solo de concerto;
2. No som que após tocar pela primeira vez, todos te parabenizam pelo instrumento;
3. Um instrumento que fica com um som tremendamente rico mesmo com bocais menores como um 3C; e, se coloca um bocal grande então... com o Schilke Sinfonico M1, faz um som simplesmente inacreditável;
4. Ele tem uma ótima pegada. Principalmente para quem é maior (tenho 1,82m, foi o que tive mais conforto para segurar);
5. Extremamente ágil, inclusive na região aguda na qual tem um grande som, sem prejudica a resistencia;
7. Deve fazer um som incrível para se tocar Bruckner, falta testar para ver como soaria Mahler; Tive uma experiencia incrível tocando o Concerto para Trompete de Hummel (em casa, até minha namorada desentendida elogiou e gostou rs); fiz um solo de Jazz que ficou com um som muito rico com um bocal Denis Wick 3C;
8. Incrível designe e acabamento, muito detalhado, feito para ser uma obra de arte;
9. Sistema para acionar as pompas de afinação 1 e 3 por meio de gatilho.
10. A preservação intacta para um instrumento de 1972 (mais de 40 anos de música);
11. O Case parece uma caixa especial do Exército para proteger aparelhos de última geração, um exagero de robustez.

Contras
1. Com alguns bocais muito grandes, como Bach 1C, fica com um som muito opaco;
2. Devido as grandes dimensões deste instrumento, ele exige um músico que saiba controlar bem sua coluna de ar e tenha uma boa afinação nos lábios. Talvez, iniciantes tenham um pouco de dificuldade para se adaptar nele;
3. Case poderia ter espaço para partituras (mas ai já não é o trompete).

Fotos
(clique na foto para ampliar)
Grande trompete, muito bonito

Metal interno também é prateado e resistente oxidação

Sintonia entre os tubos e e velo acabamento das conexões

Balanceamento e harmonia dos pistos com belo acabamento

Leadpipe diferenciado para o sistema de ar direto

Acabamento, harmonia impecável

Acionamento das voltas de afinação 1 e 3 sem ter que abrir mão da pegada do instrumento

Volta do tubo da campana larga mais acentuada para ela não se projetar muito a frente (acredito que o motivo é para diminuir a pressão e o erro de uma volta mais curta e para melhorar o equilíbrio

Leadpipe e bore largo

Pistos com precisão impressionante e sistema de molas grandes externas

Pistos mais centraulizados

Belo acabamento detalhado

Foto com Flash para mostrar como o banho de prata brilha com a luz

Belo instrumento

Bela campana que suspeito de ser de prata ou titânio

Pompa 3
Estou surpreendido como que a oxidação de 1972 está intacta!

Pompa 1

Trompete com um bocal Denis Wick MM2C


0 comentários: